Usar preto? Claro!

Elizabeth Martins

   Usar preto sim, por que não???? Não precisa ficar com medo. Se sua sala, quarto, cozinha, banheiro ou outro ambiente da casa recebe luz natural, invista no preto.

   Combinado com madeiras naturais, branco, cinza, cimento, fibras naturais, amarelo, verde, mobiliário de estilo, fotografias, a cor é a queridinha de arquitetos e designers de interior.

O mobiliário de estilo é peça chave para compor ambientes com o preto. Além de valorizar a peça, traz aconchego e despojamento à decoração.

     Nos lavabos, halls sociais, corredores, mesmo sem iluminação natural, o preto é permitido e o resultado é muito bom. Nestes casos, a dica é apostar na iluminação pontuando elementos de destaque como quadros, aparadores, esculturas ou outras peças que vc queira realçar.

Lavabo acima com a estampa queridinha da estação, pied de poule, por Juliana Pippi.

   Móveis, tapetes, abajures, papéis de paredes, objetos de decoração e muito mais você vai encontrar no mercado para compor o seu espaço com charme e elegância.

E o preto também invadiu os quartos! E pasmem, o resultado é surpreendente, arrojado, contemporâneo. Vejam as imagens!

Acima quarto jovem assinado por Gabriel Martins.

 Pré adolescentes e adolescentes, meninos e meninas, adoram mesclar o preto com cores vibrantes.

Já os casais, moças e rapazes dão preferência à linha monocromática valorizando um dècor contemporâneo.

Mas, o melhor de tudo é a utilização da cor nas cozinhas, principalmente, nas cozinhas gourmet que buscam elementos vintage, coloridos e bem humorados.

Ambientes de formas limpas, modernidade, ousadia e muita personalidade são ingredientes fundamentais para um bom resultado. Se você tem vontade de usar a cor mas tem medo, peça ajuda a um profissional que com certeza alcançará o resultado que vc sempre sonhou.

Pergolados abrigam áreas de estar no seu jardim.

Elizabeth Martins

Os pergolados e decks estão em alta e chegaram pra proporcionar ao seu jardim áreas de convívio muito acolhedoras. Separei aqui muitas ideias que certamente vão te inspirar a fazer o seu.

Não importa se o seu espaço é pequeno, será possível acomodar um estar ou uma pequena mesa de refeição ou uma rede com muita sombra e água fresca.

 

Projeto assinado por Elizabeth Martins e Gisele Barreto Mincache.

Voilá!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crystal Houses, a transparência de uma marca.

Elizabeth Martins

   Localizada em  Amsterdã e construída em 2016, a loja da famosa marca Chanel foge da arquitetura engessada do bairro, mantém o estilo holandês presente na rua, mas atinge um patamar elevado de identidade combinando a arquitetura internacional na obra, assim como a marca faz há diversos anos. O responsável pelo projeto foi o escritório holandês MVRDV, conhecido por ousar em suas propostas, não desapontam mais uma vez.

   Visando o melhor aproveitamento do espaço sem perder o principal objetivo do projeto, manter a arquitetura do local e ao mesmo tempo inovar, a fachada foi esticada verticalmente, para atingir uma altura maior e assim aumentar o espaço interno.

   A fachada se dissolve nos próprios materiais, passando dos tijolos terracotas tradicionais para os tijolos de vidro, dando a impressão que o primeiro pavimento da loja flutua, formando uma grande vitrine que a contemporaneidade  exige. Criando uma loja âncora entre as demais do local, símbolo de destaque a ser seguido.

   O projeto exigiu muita pesquisa para ser finalizado, os tijolos de vidro foram um grande desafio e por fim fabricados individualmente e trabalhados por, Poesia in Resana, uma produtora de tijolos da Itália. Foram cimentados por um adesivo transparente e de altíssima qualidade. O resultado foi uma fachada limpa e translúcida, com perfeito acabamento, se assemelhando e fazendo jus a marca da qual leva o nome.

MVRDV, Crystal Houses, P.C. Hooftstraat, Amsterdam © 2016

Para garantir o conforto térmico de seus usuários, atenção redobrada foi dada para o sistema renovável que abastece a loja no quesito energia, o edifício foi projetado então com uma bomba de calor geotérmica, fazendo com que a climatização fosse ideal durante todos os períodos do ano.

Foi assim, juntando o clássico com o novo que o projeto foi finalizado, com uma linguagem projetual única e enorme afinidade com a arquitetura holandesa, que os arquitetos trouxeram para a rua Hooftstraat um estabelecimento que atende as necessidades do cliente e inova em estilo e bom gosto.

Vejam o vídeo!

  Carolina Gazola cursa Arquitetura e Urbanismo na Unifil, Londrina, PR. Antenada e consciente da importância de um novo modo de projetar a arquitetura, gentilmente, fez este Post para o nosso Blog.

Obrigada!

A suavidade do rosa aliada ao cobre invade os ambientes.

Elizabeth Martins

Suave é a leveza, a tranquilidade, o bem estar, o olhar. O rosa traduz muito bem tudo isto. A cor Pale Dogwood está entre as 10 escolhidas pela Pantone como tendência para 2017 na moda e no design.

  Tem medo de usar a cor na decoração e ficar brega? Que nada, não se preocupe. Pitadas de rosa aliadas aos cinzas e valorizadas por adornos em cobre ou dourados podem ser usadas sem cerimônia em quartos, salas, salas de jantar, cozinhas e aonde mais você achar apropriado. Matizes da cor realçam e dinamizam com personalidade.

A cor remete ao romantismo mesmo nos ambientes mais modernos. Um ar provençal se instala e faz parecer que o frescor está sempre presente.

   Vários objetos estão disponíveis nas lojas pra você criar esta atmosfera leve e agradável. 

Mesmo que você não tenha nada rosa, mas utiliza luminárias ou adornos ou peças de mobiliário em cobre ou Rosê como muitas vezes é também chamado o cobre, o efeito já estará garantido.

   Mesclar com o preto, grafite e cinza também dá muito certo e traz um ar contemporâneo ao décor.

Vamos lá! Viram como tudo fica suave, bonito e elegante? Eu adoro!

 

 

 

Jardins pequenos ou grandes valem o investimento.

Elizabeth Martins

Em tempos sustentáveis, plantar, cultivar, regar, colher, são palavras de ordem. Não importa se o espaço é grande ou pequeno, o importante é plantar, reverenciar o verde, trazer a natureza para junto de você. Selecionei muitas ideias que vão te inspirar com toda certeza.

Criar cenários no seu jardim atrai o olhar e valoriza a vegetação. Caminhos, pedras, vasos são elementos que decoram sem onerar muito. Os muros devem ser trabalhados também como pano de fundo para a vegetação.

Áreas de estar serão sempre bem-vindas. Abuse de pérgolas, bancos, mesas para refeições ao ar livre. Se tiver espaço, pense em um ofurô ou spa. Seu jardim será muito relaxante!

Espelhos d´água refrescam e trazem calma. Dá pra pensar em ter até alguns peixinhos. As carpas costumam se desenvolver muito bem neles. É bacana e as crianças vão gostar muito.

Como já falei anteriormente, os muros são o cenário para as plantas e eu gosto muito desta ideia de criar estantes em madeira intercaladas pela vegetação. Vasos de modelos e tamanhos variados ou esculturas e adornos próprios para áreas externas vão decorar com muito estilo.

Observem como os decks valorizam os jardins. A iluminação é outro item fundamental. Lembre-se que as suas plantas também devem ser admiradas a noite.

Criar áreas de descanso aproveitando a sombra das árvores vai estimular momentos de descanso e contemplação.

A arquitetura moderna trouxe com ela os jardins contemporâneos e minimalistas. Eles são ótimos para àqueles que querem o verde mas não querem se preocupar com cultivo de flores e frutos. A vegetação para este tipo de jardim é resistente à insolação e intempéries.

O muro de tijolo à vista muito bem assentado é o que valoriza o verde do gramado completamente clean.

Gosto muito das fontes também. Com ótimas releituras, elas renovam a energia, inspiram e tranquilizam.

Mas se você gosta de cuidar das plantas e até pensa em ter esta atividade como hobby, plante, regue, cuide e colha!

Agora se você gosta de ousar, vale criar mosaicos e dar total personalidade ao seu jardim com colorido e formas diferentes.

Cobertura duplex em Nova York investe em áreas verdes.

Elizabeth Martins

Esta cobertura duplex incrível, no coração de Nova York,  investe em áreas verdes com espaços de convívio e contemplação.

O imóvel tem aproximadamente 750 m2 de área total. Deste total, 250 m2 são ocupados por jardins. As grandes aberturas permitem integração total com a área externa quebrando por completo as estruturas de concreto e aço do entorno.

O uso da madeira em sua estrutura, assim como no mobiliário, faz com que essa integração se desse de maneira suave, sem barreiras ao olhar.

  Nem é preciso citar o resultado aconchegante e acolhedor de tudo isto.

Que tal este jardim? Perfeito, concordam?

Com certeza um modo de viver sustentável. O planeta vai agradece!

Show!

O Loft da atriz Meg Ryan em Nova York.

Elizabeth Martins

A  atriz americana Meg Ryan sempre causa buxixo quando aparece na mídia. Ultimamente, falam muito do seu estado de saúde e principalmente, de seu rosto “congelado” por intervenções rejuvenescedoras, quando compareceu ao programa Good Morning America para falar de sua recente empreitada como diretora de cinema.

1 2 3 4